Casa Not√≠cias Esporte Est√°dio do Atl√©tico-MG tem terreno “reservado” e projeto enxugado

Est√°dio do Atl√©tico-MG tem terreno “reservado” e projeto enxugado

9 minutos
0
0
311

Aos poucos, o sonho do Atl√©tico-MG de ter seu pr√≥prio est√°dio vai ganhando forma. Desde o ano passado, o Galo corre atr√°s da viabiliza√ß√£o do projeto e, recentemente, deu passos importantes. No momento, o clube corre atr√°s de resolver as quest√Ķes burocr√°ticas para aprovar o projeto na C√Ęmara Municipal de Belo Horizonte ainda este ano, a fim de finalizar as quest√Ķes de licita√ß√£o com a Prefeitura at√© abril de 2017, fechar com investidores e dar in√≠cio √† constru√ß√£o ainda no pr√≥ximo ano. O terreno, no Bairro Calif√≥rnia, regi√£o Noroeste de Belo Horizonte, ainda n√£o pertence ao clube. Ap√≥s toda a quest√£o burocr√°tica e com investidores resolvida, o terreno ser√° doado pela MRV Engenharia ao Galo, e a obra ser√° iniciada.

O sonho atleticano √© tocado em tr√™s frentes. Al√©m do clube, tamb√©m trabalham pela realiza√ß√£o do sonho a MRV, parceira, e o arquiteto Bernardo Farkasv√∂lgyi, respons√°vel pelo projeto. O GloboEsporte.com conversou com este √ļltimo para atualizar o andamento da nova arena do Galo. O arquiteto revelou algumas mudan√ßas no projeto, feitas para reduzir os custos da obra e facilitar a busca por investidores.

–¬†Est√° caminhando. Estamos tentando marcar a audi√™ncia p√ļblica pra esse m√™s de outubro, possivelmente n√£o vai dar, e faremos no in√≠cio de novembro. Havendo a audi√™ncia p√ļblica, a ideia √© mandar o projeto para a C√Ęmara, o que a gente pretende fazer este ano para aprovar na C√Ęmara ainda este ano, esta √© a ideia. Se tudo der certo, a√≠ volta o processo para a Prefeitura para a gente fazer a finaliza√ß√£o do licenciamento e, posteriormente, conseguir a aprova√ß√£o. A gente est√° estimando que, em abril do ano que vem, a gente consiga. A partir da√≠, depende apenas do investimento.

Bernardo Farkasvölgyi é o arquiteto responsável pelo projeto (Foto: Guilherme Frossard)

Sobre as mudan√ßas no projeto, as principais s√£o a redu√ß√£o da capacidade – de 50 mil para 42 mil torcedores – e a redu√ß√£o no estacionamento – para 3.300 lugares. Al√©m disso, o projeto inicial previa um centro de conven√ß√Ķes, que n√£o ser√° mais constru√≠do. Bernardo d√° mais detalhes sobre as mudan√ßas e sobre a economia que elas v√£o gerar, viabilizando a capta√ß√£o de investidores.

–¬†A gente fez uma redu√ß√£o do projeto, justamente para reduzir os custos de constru√ß√£o e ter uma possibilidade muito mais real de viabilizar o nosso sonho. Em linhas gerais, reduzimos para 42 mil espectadores e passamos o estacionamento para 3.300 lugares. O centro de conven√ß√Ķes n√£o ter√° mais tamb√©m, mas o espa√ßo est√° l√°. Se quiser fazer futuramente, a gente consegue fazer. A gente est√° chegando a uma redu√ß√£o de curso de, aproximadamente, um ter√ßo do valor estimado inicialmente. O valor estimado era de R$ 600 milh√Ķes. Hoje estamos falando em poucos menos de R$ 400 milh√Ķes.¬†Conseguimos colocar mais dentro da nossa realidade. Se a gente for comparar com os valores dos est√°dios da copa, a reforma do Mineir√£o, por exemplo, custou quase 700 milh√Ķes. Estamos falando de uma coisa realmente coerente, isso √© importante. A ideia disso tudo √© realizar o sonho. Se Deus quiser vamos conseguir.

Segundo o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, o terreno já está garantido, apesar de ainda não ter havido a doação.

O valor estimado era de 600 milh√Ķes. Hoje estamos falando em pouco menos de 400 milh√Ķes. Conseguimos colocar mais dentro da nossa realidade.
Bernardo Farkasvölgyi

РO Atlético não recebeu doação (de terreno). Há um acordo com a MRV (empresa de engenharia parceira do clube no projeto) de que, caso todo o investimento seja concluído para a construção, aí sim haverá a doação. Já conseguimos quatro bons parceiros para a construção do estádio Рdisse o dirigente em entrevista à Rádio Itatiaia.

No visual, tudo igual

Apesar das mudan√ßas, o arquiteto garante que o aspecto visual do est√°dio n√£o sofrer√° altera√ß√Ķes – em rela√ß√£o ao primeiro projeto. A arena atleticana ainda ter√° um estilo “caldeir√£o”, com cadeiras pr√≥ximas ao gramado. A esplanada externa vai se manter, e os an√©is exteriores ser√£o, como previsto, nas cores cinza escuro e branco.

–¬†N√£o estamos mexendo nada no visual. Visualmente √© o mesmo projeto, continua com a esplanada. Visualmente, n√£o mexemos. Est√° super legal.

No in√≠cio do m√™s, Daniel Nepomuceno afirmou que o clube j√° conseguiu quatro bons parceiros para a constru√ß√£o do est√°dio, que a obra n√£o vai tirar nem um centavo do futebol do clube e que ser√° “autofinanciado”, ou seja, a pr√≥pria renda gerada com a nova arena vai pagar a obra.

Fonte:Globo Esporte

Quer mais coisas como esta?

Receba direto no seu e-mail tudo sobre o Eu Sou Mineiro Uai, S√ī e produtos mineiros direto da ro√ßa!

Não se preocupe, não é spam

Além disso, verifique

Coelho busca repetir sequência do início do Brasileiro contra o São Paulo

A √ļltima vez que terminou duas rodadas consecutivas fora da lanterna foi na sexta e s√©tima…