Casa Notícias Esporte Diretoria do América-MG reconhece erros, pede desculpas e planeja 2017

Diretoria do América-MG reconhece erros, pede desculpas e planeja 2017

5 minutos
0
0
280

Só um milagre evita um novo rebaixamento do América-MG para a Série B do Brasileirão. E a diretoria do Coelho não vai esperar um milagre acontecer para começar a planejar a próxima temporada. Por isso, nesta quinta-feira, a diretoria concedeu uma entrevista coletiva no CT Lanna Drumond pedindo desculpas à torcida pelo desempenho no Brasileirão, apresentando Ricardo Drubscky como novo diretor de futebol e planejando a próxima temporada e o retorno mais rápido possível para a elite do futebol nacional.

Em  relação aos profissionais do departamento de futebol do clube, as principais mudanças foram as saídas de Sidiclei Menezes, ex-diretor de futebol – Ricardo Drubscky já assumiu a função, e a saída de Cláudio Prates, ex-auxiliar técnico fixo do clube. O departamento ainda vai contar com duas gerências na próxima temporada: uma administrativa e uma diretamente voltada ao futebol.

Um dos presidentes do Coelho, Alencar da Silveira Jr garantiu que a reformulação não significa “jogar a toalha” no Brasileirão deste ano.

– O futebol é imprevisível e tudo pode acontecer, mas já estamos pensando no ano que vem. Isso não é jogar a toalha. Por mim, já teria feito essas modificações até antes. Nós erramos, o Conselho errou. O que fizemos no ano passado, esse ano se deu completamente ao inverso. O resultado não aconteceu. As escolhas foram feitas com a aprovação do Conselho. Coisas que deram certo ano passado não deram neste ano e temos que pedir desculpas a torcida americana. E vamos pensar para frente. Vida que segue. Vamos estar bem para fazer as competições que tivermos pela frente.

Alencar da Silveira Jr garante que América-MG não “jogou a toalha” (Foto: Reprodução/TV Globo)

Marco Antônio Batista, outro presidente do clube, ressaltou as falhas nas contratações para a temporada, tanto de atletas quanto de treinadores. Ele lembrou ainda que a condição financeira do clube não permite erros.

– Tivemos um problema no planejamento das contratações. Quando vimos que precisávamos fazer uma requalificação para o Brasileiro, perdemos o timing dessas contratações. O problema não foi de capacidade, comissão técnica, profissional A ou B. Foi o nosso timing, e não tivemos qualificação necessária para a Série A. Aí temos o problema: nós não temos o direito de errar com o nosso orçamento. Se um clube com mais condições erra tanto, vai lá e contrata três, quatro vezes. Infelizmente não é essa a nossa condição.

Enderson Moreira deve continuar no comando técnico do América-MG na próxima temporada. O treinador chegou, inclusive, a recusar uma proposta do Sport nas últimas semanas.

Fonte:Globo Esporte

Quer mais coisas como esta?

Receba direto no seu e-mail tudo sobre o Eu Sou Mineiro Uai, Sô e produtos mineiros direto da roça!

Não se preocupe, não é spam

Além disso, verifique

Coelho busca repetir sequência do início do Brasileiro contra o São Paulo

A última vez que terminou duas rodadas consecutivas fora da lanterna foi na sexta e sétima…